Práticas masculinas de autocuidado

Julho 08, 2019 | 10:00 am

Práticas Masculinas de Autocuidado
Dados têm mostrado que o público masculino tem sido o mais acometido por mortes devido ao novo coronavírus. Mas há a possibilidade da masculinidade influenciar na alta taxa de óbitos entre os homens?
Tem-se colocado em bastante destaque o termo masculinidade, ou para ser mais preciso, as “masculinidades”.
Masculinidades aqui podem ser encaradas como as mais diversas formas, preconcepções, visões, comportamentos, dentre tantos outros que pregam de maneira quase religiosa a forma correta de ser homem. No entanto, alguns ideais de masculinidade se vestem com uma capa disfuncional que podem se fazer presente nos mais diversos setores no qual o homem se vê inserido, dentre eles, o contexto da saúde.
Este homem, desde a infância, não é estimulado às práticas de autocuidado, ausência de estimulação esta norteada por concepções de masculinidade, o que pode influenciar na baixa procura do público masculino aos serviços de saúde, como mostram várias pesquisas.
Quais práticas de autocuidado você tem feito atualmente, homem?
Este texto não tem caráter de detentor da verdade, mas como problematizador nestes tempos que têm sido bem singulares.

Fonte: Boletins COVID-19 – Portal da Secretaria de Estado da Saúde. Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior. Cad. Saúde pública. Rio de Janeiro, V.23, n. 3. 2007.

DALMÁCIO

Dalmacio Oliveira Barros

CRP: 22/01828
Psicólogo Clínico e Hospitalar

Aceita todos os cartões.

(98) 3302-6974/ 98820-2609

clinapeslz@gmail.com

Av. Colares Moreira, Ed. Business Center, Salas 129/131 - Renascença II | São Luís MA

CLINAPE © 2020 Todos os direitos reservados | Designed by Getúlio Magalhães